Logo Imidiata Comunicação

Artigos / Julho, 2021

Termos do Marketing Digital: o glossário definitivo para profissionais e curiosos

O glossário do marketing digital está aqui! Listamos todos os termos essenciais, separados por etapas com explicação prática, sem conversa fiada.


termos do marketing digital de maneira fácil

AIDA, CRM, CRO... O Marketing Digital pode ser um ambiente hostil para quem está começando ou até mesmo para os mais experientes. Por ser um conjunto de estratégias de comunicação, abrange várias áreas de conhecimento como vendas, redação, logística, infoprodutos, tecnologia, programação e tantas outras.

Logo, entre tantas competências, existem diversos termos definidos por siglas e em inglês que podem parecer confusos.

Você está aqui por que quer aprofundar conhecimento sobre marketing digital ou para traduzir aquela conversa estranha dos seus colegas sobre os principais players do marketplace?

Para ambos os casos, trouxemos a solução: o glossário definitivo de A a Z do marketing digital!

Tudo separado por cada etapa de um plano estratégico de marketing digital, com breves e práticas explicações.

Só uma observação: os tópicos estão listados de acordo com o critério de prioridade da redatora. Então, faz totalmente sentido começar com Estratégias (na cabeça dela). Bora começar?

Você sai daqui um expert na língua do marketing e tradutor de conversas de bar sobre o temido algoritmo. Divirta-se!

Estratégias

Vamos começar com o básico. O objeto principal é o Marketing Digital, que nada mais é que uma Estratégia, por isso começamos o glossário de A a Z assim (viu como fez sentido?!). Segue os termos que definem as principais estratégias de marketing.

Benchmark: análise dos concorrentes em todas as esferas do seu trabalho digital e offline. Ou seja, acompanhamento do mercado.

Buzz Marketing: estratégia que visa chamar atenção para uma marca, colocando-a no centro das discussões do público.

Endomarketing: Ações dentro da empresa com o objetivo de melhorar o ambiente, a relação e o engajamento entre os colaboradores. É uma boa estratégia porque também ajuda a melhorar a imagem externa da marca.

Inbound Marketing: atração e conversão de clientes por meio de conteúdo relevante, definindo-se pelo consumidor ir em busca da marca, não o contrário.

Marketing de Busca: divulgação da marca buscando o melhor posicionamento nos buscadores (Google, Yahoo!, Bing etc.). Também é conhecido como SEM (Search Engine Marketing).

Marketing de Conteúdo: maneira de se fazer presente nas plataformas por meio da linguagem que elas falam. Pode ser por vídeo, microvídeos, fotos, blogs, posts informativos, tudo que faça parte do que a plataforma distribui e considera importante para o público na estratégia inbound de uma marca.

Marketing Digital: gerar negócios, visibilidade e vendas para uma empresa ou profissional na internet.

Outbound Marketing: marca vai atrás do público. Exemplos da estratégia são anúncios de TV e rádio, telemarketing e outdoors.

Growth Hacking: técnicas que servem para encontrar oportunidades e fazer um negócio crescer com mais rapidez, implementando estratégias baseadas em dados e experimentos em diferentes setores e canais.

Mídias

São as plataformas onde aplicamos as estratégias acima. Funcionam como os canais de vendas ou de relacionamento.

Banner: são aqueles anúncios em forma de imagem veiculados em sites, blogs ou portais de informações, em algum canto da sua tela. Em geral, o dono do site cobra um valor para o anunciante divulgar seus produtos e serviços. O dono do domínio também pode utilizar banners para conduzir o usuário a páginas específicas.

Blog: Começou como uma espécie de diário online, utilizado para fins pessoais. Hoje, é uma plataforma utilizada por marcas para oferecer conteúdo de valor na íntegra.

E-commerce: vendas e compras realizadas via dispositivos e plataformas eletrônicas, como computadores, tablets e smartphones.

E-mail Marketing: O e-mail é utilizado como ferramenta de comunicação direta, podendo ser desenvolvido em texto ou HTML. Pode tanto ser uma venda direta, como o anúncio de um conteúdo novo, julgado interessante pela empresa para seu cliente.

Landing Page: A tal da página de aterrissagem. É utilizada para a conversão de um visitante em lead. Geralmente, consiste em oferecimento de infoproduto gratuito seguido de um formulário para adquirí-lo.

Marketplaces: Uma espécie de shopping online, onde diversas lojas anunciam e vendem seus produtos. Em troca, a loja (chamada de Seller) tem uma cobrança de comissão dos marketplaces para cada venda.

Mídia Paga: são os links patrocinados, anúncio em redes sociais e banners em sites.

Redes Sociais: conectam pessoas de acordo com seus interesses e valores. As maiores redes sociais no momento são TikTok, Instagram e Twitter.

Sites: Um agrupamento de páginas web em que são inseridos conteúdos diversos por pessoas e empresas.

Gestão da marca

Aqui, falamos sobre as atividades que envolvem a concepção da marca e como e de que maneira ela se posicionará.

Branding: ações para construção e reconhecimento da marca, alinhando identidade visual, valores e posicionamento.

Omnichannel: todos os canais de uma empresa integrados, online e offline. Informações físicas não são separadas do virtual.

Persona: representação fictícia do cliente ideal de um negócio. Ela é baseada em dados reais sobre comportamento e características

Posicionamento Digital: existência da marca é em meios digitais. Os parâmetros para um bom posicionamento dependerão do público-alvo e objetivos da empresa.

Tom de Voz: personalidade que a marca expressa por meio de seu marketing, estabelecendo comunicação e linguagem específicas.

Redação

Tudo que envolve estratégias de escrita e itens que exigem texto na hora de criar uma peça ou campanha.

AIDA: fórmula da Atenção/Interesse/Desejo/Ação. Pode ser usada desde os títulos de conteúdos até em vídeos, passando por todos os tipos de contatos com o público.

Alt text (texto alternativo): texto que descreve uma imagem na internet, sendo lido pelos motores de busca e fator importante de SEO.

Anchor text: aquele texto de cor azul e sublinhado que te leva para outra página. Escolha com cuidado pois é esse texto que ajuda as ferramentas de busca a entender o destino do link.

Copywriting: produção de textos que guiam o leitor para uma ação específica, geralmente, com o objetivo de gerar conversões e vendas.

CTA: sigla para “Call to Action” (Chamada para a Ação, em português). Chama o usuário para o próximo passo de maneira clara e objetiva.

Heading Tags: são recursos de programação em HTML para apresentar os títulos e subtítulos de uma página. É mais um fator importante de SEO.

Tráfego Pago

Metodologia de investimento em anúncios para entregar conteúdo com destaque aos usuários.

Adwords: antigo nome do serviço de anúncios do Google. Agora, é por meio do Google Ads que fazemos anúncios pagos para aparecer nas páginas de resultado do Google e na rede de Display.

AdRank: anúncios classificados de acordo com os paramêtros do motor de busca. A classificação depende de fatores como valor por clique e qualidade.

AdSense: ferramenta do Google responsável por monetizar sites, blogs e portais. Desta maneira, eles é possibilitada a exibição de anúncios aos usuários.

Rede de display: sites e blogs em que os anúncios de campanhas do Google Ads são exibidos.

Remarketing: exibição de anúncios após a visita de um usuário a um site. Ou seja, é fazer marketing novamente para a mesma pessoa.

SERP: do inglês Search Engine Results Page, é a página de resultados que aparece ao buscar algo no Google ou outro buscador.

Tráfego Orgânico

Metodologia para otimização de conteúdo e autoridade de um domínio a fim de atrair visitas espontâneas, sem custos diretos.

Autoridade de página: é o quanto os buscadores valorizam uma página em relação a outras. Ao ter maior autoridade, uma página é melhor posicionada nos resultados da busca referente a uma palavra-chave específica.

Autoridade do domínio: o quanto buscadores valorizam um domínio para ser melhor posicionado nos resultados de busca.

Black Hat: práticas antiéticas de SEO para ter um site ou página bem posicionado.

Link Building: processo de conseguir mais links externos para o seu site. Essa “construção de links” deve ser feita com outros sites relevantes e que atuem no mesmo mercado ou próximos.

Off Page: elementos fora do seu site que influenciam em seu posicionamento nos resultados de buscadores. Exemplo: links externos

On Page: elementos dentro da página que influenciam nos resultados de buscadores. Exemplos:headings e alt text em imagens.

Palavra-chave: resume o tema principal de um texto e indica os termos que o usuário utiliza ao fazer uma busca no Google. SEO: base de uma boa estratégia de tráfego orgânico, o Search Engine Optimization é um conjunto de técnicas que visam alcançar bons rankings orgânicos, o que gera tráfego e autoridade para o domínio.

Métricas

CAC (Custo de Aquisição de Cliente): Quanto uma empresa gasta a cada novo cliente. O cálculo é feito a partir de todas as despesas da equipe de marketing e de vendas, dividido pela quantidade de novos clientes em um determinado período de tempo.

Conversão: cumprimento do objetivo principal de uma página. Pode ser o dowload de um material, venda de produto, pedido de orçamento ou preenchimento de um formulário.

CPA (Custo Por Ação): um dos meios de pagamento de anúncios patrocinados. O anunciante efetua o pagamento quando o objetivo da campanha é alcançado.

CPC (Custo Por Clique): anunciante paga por cada vez que o usuário clica em seu link.

CPM (Custo Por Mil Impressões): anunciante paga a cada mil vezes que o anúncio é exibido.

CRM (Customer Relationship Management - Gestão de Relacionamento com o Cliente): é o armazenamento de informações do histórico do usuário, por onde ele comprou, quais foram as ações efetuadas, etc.

CTR (Click Through Rate - Taxa de Cliques): é o cálculo da divisão do número de cliques pelo número de visualizações (ou impressões).

Engajamento: interações com os conteúdos publicados. Mede-se a partir de likes, comentários, clique em links, compartilhamentos e outros.

KPI: conjunto de métricas determinadas de acordo com o objetivo da campanha para medir os resultados.

ROI: Nada menos que o retorno do investimento. Com o cálculo do ROI, sabemos como nossa ação de marketing está impactando nosso financeiro.

Vendas

Funil de vendas: é a estruturação da Jornada de Compras, onde trabalhamos com estratégias para cada momento do usuário.

Lead: em resumo, é um potencial cliente. Refere-se a um usuário que demonstrou interesse, inserindo dados em um formulário de conversão.

Lead qualificado: potencial cliente considerado propício para receber uma oferta. Lead scoring: classifica os leads de acordo com seus comportamentos, sendo usado para analisar se um lead é ou não qualificado.

Smarketing: quando equipes de vendas e marketing são unidas para conseguir melhores resultados.

Programação e design

Sitemap: mapeamento de todas as informações relativas a um website e sua navegabilidade.

API: padrões de programação usado para integrações de softwares.

HTML: linguagem utilizada para programação de páginas na web.

Layout: como a página web é desenhada e estruturada.

UX: fatores ligados à experiência do usuário com um produto, podendo ele ser um sistema ou serviço.

Termos do dia a dia do Marketing Digital

CMO: Diretor de marketing da empresa, responsável por coordenar o setor.

Algoritmo: sequência de instruções para que um computador possa realizar alguma função. O algoritmo de determinada rede social ou mecanismo de busca, entrega conteúdos de acordo com as melhores práticas

IoT: conexão entre objetos eletrônicos e a internet. 

Se você sentiu falta de algum termo, deixe nos comentários que responderemos e até podemos fazer um conteúdo com ele. Esperamos ter ajudado.

Agora, é só iniciar os trabalhos!

Leia mais sobre tendências e novidades do mundo de marketing digital em nosso blog e acompanhe a gente nas mídias sociais: Instagram / Facebook / Linkedin / Behance.